AS Notícias Online 3º Festival Drummond
HOME POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE GERAL EVENTOS EMPREGOS AGENDA VÍDEOS CONTATO

POLITÍCA
Dr. Robson sobe o tom e diz que será candidato para devolver ao itabirano a crença na cidade
Delegado aposentado fez duras críticas às últimas administrações, falou sobre o panorama político e de sua saída do PDT 19/05/2016

 

Rodrigo Andrade
 
RODRIGO ANDRADE/DEFATO
Delegado aposentado Robson Matos Esteves lançou oficialmente sua pré-candidatura a prefeito de Itabira
Galeria de fotos
 

O delegado aposentado Robson Matos Esteves oficializou na noite dessa terça-feira, 17 de maio, sua pré-candidatura a prefeito de Itabira pelo Partido Republicano da Ordem Social (Pros). Durante evento na sede da legenda, no bairro Praia, o ex-policial civil subiu o tom, fez duras críticas às últimas administrações e disse que sua intenção é fazer o itabirano voltar a sentir orgulho de sua cidade. Ele também falou sobre sua saída tumultuada do PDT.

“Perdemos o crédulo em nossa cidade, perdemos a vontade de ser itabirano. E a melhor forma de recuperar essa confiança é acreditarmos que podemos mudar a situação. Eu acredito. Se não acreditasse, jamais me colocaria à disposição para esse processo”, afirmou o pré-candidato. “Já falei isso em outras oportunidades, mas volto a repetir: vivemos uma letargia de 20 anos em Itabira. A cidade está parada no tempo”, emendou.

Para o delegado aposentado, a cidade passou por grande crescimento populacional nas duas últimas décadas, mas faltaram soluções para que a economia acompanhasse na mesma toada. Nesse momento, criticou com veemência os últimos e o atual governo. “O que estou me dispondo a fazer é ser prefeito de Itabira, não ser como uns passaram por lá e apenas se disseram prefeito. Não sei o que aconteceu com eles, talvez tenham mudado com o poder. Mas eu não tenho medo do poder”, exclamou, em tom forte.

Segundo Dr. Robson, sua conduta é baseada no artigo 37 da Constituição Federal, que cita os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. Para ele, um governo só poderá ter sucesso em Itabira se trabalhar no combate à corrupção em todos os níveis, tiver planejamento e observar processos modernos de gestão. A principal meta é promover a diversificação econômica e “recuperar o tempo perdido”. “Nosso passado nos furtou o futuro e nosso presente é desastroso. Estamos capengando e é preciso reverter imediatamente esse quadro”, argumentou.

Política

O evento de lançamento de Robson Matos teve a presença de vereadores pré-candidatos a prefeito. Geraldo Turrinha (PHS), Lado de Dona Dudu (PMDB) e o ainda não declarado Bernardo Mucida (PSB) prestigiaram o delegado aposentado. Também participaram o vice-presidente nacional do Pros e vice-presidente da Codemig, Gustavo Pires, e o delegado-geral aposentado da Polícia Civil Marco Antônio de Paula Assis, também filiado ao Pros.

Questionado se as negociações para composição de chapa já começaram, Dr. Robson disse que não, mas apontou a presença dos pré-candidatos como uma sinalização de que isso está para acontecer. O delegado aposentado afirmou que não passa pela sua cabeça abrir mão da candidatura, no entanto, comentou mais de uma vez que está aberto ao diálogo, desde que seja com políticos que têm convicções semelhantes às dele.

Sobre o prazo curto para campanha, que neste ano terá apenas 45, Dr. Robson disse que não acha que seja uma vantagem para quem larga à frente nas pesquisas. “Acho que a imprensa terá um papel fundamental nesse sentido, de mostrar as coisas que estão acontecendo e ser verdadeira e imparcial. Meu único medo nesse período mais curto é que apareça um caminhão de dinheiro em nossa cidade, vença as eleições e depois venha mais dez caminhões levar embora o dinheiro de nossa cidade”, afirmou.

Saída do PDT

Outro ponto abordado pelo pré-candidato foi a sua saída tumultuada do PDT. Dr. Robson disputava com Ronaldo Magalhães (PTB) a indicação do grupo ligado ao deputado estadual Nozinho (PDT). A preferência acabou indo para o lado do petebista, o que irritou o delegado e o fez migrar para o Pros.

Robson Matos não poupou críticas ao ex-partido. “Conheci uns quatro PDTs. É por isso que eu sai. O jarro caiu e ele se esfacelou demais. Me propus a juntas os cacos, mas não consegui e achei melhor trocar”, afirmou. Apesar disso, ele elogiou o deputado Nozinho. “É meu amigo pessoal. Fez um trabalho extraordinário em São Gonçalo do Rio Abaixo e foi reconhecido por isso. Hoje faz um trabalho incrível como deputado e dá uma aula para alguns políticos itabiranos que tiveram a chance de estar e não fizeram nada pela cidade”, disse.

 
 
Comentários

 


 

 

E-mail: contato@regionaldigital.com.br

REGIONAL DIGITAL 2019. Todos os Direitos Reservados.
REGIONAL DIGITAL
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE!
Desenvolvedor: SITE OURO