AS Notícias Online camara
HOME POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE GERAL EVENTOS EMPREGOS AGENDA VÍDEOS CONTATO
Boa noite - Itabira, domingo, 09 de dezembro de 2018  

POLÍCIA
Caminhoneiro que matou ciclista de 12 anos na orla da Pampulha é condenado
Acidente aconteceu em 2013 na Lagoa da Pampulha. Antecedentes criminais do réu pesaram na decisão 26/07/2018

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Atropelamento
Menino morreu quando estava a caminho de um encontro com outros ciclistas
PUBLICADO EM 25/07/18 - 21h00

O caminhoneiro Joel Jorge da Silva, que atropelou e matou o menino Claiton Bernardes Cabral, de apenas 12 anos, é considerado foragido desde essa terça-feira (24), quando foi condenado a cumprir a pena de três anos e quatro meses de prisão em regime fechado.

Ele teve prisão decretada em 2013, mas havia recorrido. De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), os antecedentes criminais do caminhoneiro pesaram na decisão dos desembargadores da 6ª Câmara Criminal.

Segundo a denúncia do Ministério Público, agiu negligentemente na condução do caminhão e atropelou o adolescente que estava em uma bicicleta no canteiro central da Praça Gustavo do Vale, no bairro Bandeirantes. Ele não prestou socorro à vítima e seguiu seu trajeto, sendo seguido e interceptado por uma testemunha que presenciou o acidente.

A testemunha conseguiu avisar o motorista sobre o acorrido, mas ele, apesar de ter afirmado que voltaria ao local, fugiu e deixou de prestar qualquer assistência à vítima.

Em sua defesa, o motorista alegou que não percebeu o momento que o menino foi atingido e que não viu nenhuma criança com bicicleta na pista. Reconheceu que foi interceptado por uma testemunha, mas afirmou que não entendeu o que ela dizia e respondeu que iria parar no galpão que estava situado a uns 300 metros do local. O caminhoneiro ainda argumentou que trafegava abaixo de 60 km/h e declarou ter acreditado que a testemunha o abordou porque ele estava atrapalhando o trânsito. Por fim, disse que não viu nenhuma marca na carreta que indicasse o ponto de impacto com a vítima.

Além da pena de detenção, o motorista foi proibido de dirigir qualquer veículo automotor por cinco meses.

Antecedentes

A polícia havia descoberto que Joel já tinha passagens por receptação de produtos roubados e porte ilegal de arma de fogo. Ele também já teve a carteira suspensa por exceder o número de pontos, além de excesso de velocidade e avanço de sinal.

Relembre

No dia 18 de setembro de 2013, Claiton Bernardes Cabral foi atropelado quando seguia para um encontro com outros ciclistas. O motorista do caminhão estava na avenida Otacílio Negrão de Lima quando, na rotatória, tentou acessar a rua Cecília. Quando percebeu que não seria possível a conversão, o motorista tentou dar ré no veículo e acertou o garoto, que teve a cabeça esmagada e morreu na hora.

 
 

 


 

 

E-mail: contato@regionaldigital.com.br

REGIONAL DIGITAL 2018. Todos os Direitos Reservados.
REGIONAL DIGITAL
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE!
Desenvolvedor: SITE OURO